28
Dez 14

proposta_cartaz_24HORAS_HALL_OF_FAME

 

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 21:13

04
Abr 14

No passado sábado estive presente no Convento do Carmo a convite do Clube do Stress em representação da Associação Desportiva Real Academia na conferência de apresentação da corrida Espirito de Aliança na distância de 100 kms.

A abertura e receção aos participantes, este a cargo do General Rui Moura que traçou em breves palavras o que estava programado.

O Prof. Dr. João Paço na sua intervenção deu a conhecer o Clube do Stress e as suas metas.

O Coronel Américo Henriques deu uma enorme aula de História Militar sob a “A Guerra Peninsular” que arrebatou as maiores das atenções aos participantes.

O Coronel José Paulo Berger ainda dentro do contexto da “Guerra Peninsular” falou dos Fortes das suas defesas, movimentações dos exércitos e táticas militares.  

A Engª Rosário Veiga explicou as técnicas e material que foram usados na construção dos Fortes.

O Dr. Rui Brás falou numa vertente turística como as Camaras Municipais juntaram esforços para que os Fortes fossem conhecidos.

Prof. António Veloso falou da parte desportiva mais concretamente da Biomecânica nos atletas que correm grandes distâncias.

Para finalizar o Dr. Elói Marques da Silva centrou a sua intervenção na corrida Espirito de Aliança 100 kms, informou que estão inscritos 26 atletas para os 100 kms, havendo também atletas inscritos para os restantes percursos e que possivelmente vai haver uma participação inglesa.  

 

 

 Vista de Lisboa da janela do Convento do Carmo

 

Coronel Américo Henriques

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 20:06

22
Mar 14

 

Acordei ainda não eram 5 horas da manhã, o meu pequeno-almoço foi uma sandes de queijo, um quarto de pizza que acompanhei com um sumo de laranja.

Saí do Hotel perto das 5h 30m conforme estava combinado com o Óscar para percorrer a distância 6 kms que mediava o Hotel à Partida, tinham que ser feitos a pé, porque a cidade não tinha transportes públicos para o local.

Não deu bom resultado, quando cheguei já a Maratona ia com 10m de prova.  

Ao iniciar a minha partida já não atletas por perto, dei com o batalhão de fotógrafos que me tiravam fotos, só faltava a passadeira vermelha para parecer um artista daqueles muito conhecidos.

Comecei a correr, passados poucos kms já ultrapassava os atletas mais lentos e o balão que sinalizava o tempo das 5h 45m.

Às 7h da manhã em Telavive já o Sol marcava a sua posição no meio dos atletas, aos poucos Ele ia transformando a Maratona numa corrida mais série do que ela é, mais de metade da prova é feita junto ao Mediterrâneo onde não existe sombras.
Se não houver cuidados por parte dos participantes a desidratação não anda muito longe, para evitar aquela amiga tive que apelar à minha experiência, felizmente tudo correu bem.

Depois de concluir a Maratona com o tempo de 3h 34m 17s verifiquei como é fácil um atleta entrar em colapso, como tinha acontecido na edição de 2013, um morto e 25 atletas hospitalizados alguns em estado grave.   

No que respeita ao apoio popular não existe, pouco público a ver e aqueles que estão à beira da estrada não se manifestam, até parecia que estava a correr em Lisboa.

Os abastecimentos não muito inferiores aos que se pratica em Portugal, mantenho a minha opinião sobre os nossos abastecimentos «são um luxo».

E assim conclui a minha 25 Maratona.

 

 

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 15:54

16
Jan 14

 

KM DESIGNAÇÃO EDICÇÃO TEMPO CLASSIF. GERAL CLASSIF. ESCALÃO DATA
10 São Silvestre da Amadora 39 00:46:54 445 43 31-12-13
10 São Silvestre dos Olivais 25 00:47:50 464 35 30-12-13
21,097 Meia Maratona dos Descobrimentos   01:35:35 536   08-12-13
10 Corrida do Sporting Clube de Portugal 3 00:44:58     01-12-13
21,097 Treino Nocturno São João das Lampas 5 01:45:05     15-11-13
42,195 Maratona do Porto 10 03:42:48     03-11-13
42,195 Maratona do Piodão I 07:13:48 76 12 26-10-13
30,1 Treino Serra de Sintra   03:39:45     19-10-13
42,195 Marona de Lisboa . Rock 'n' Roll 1 03:48:46 286 20 06-10-13
21,097 Meia Maratona de Guimarães I 01:47:04     22-09-13
10 Corrida do Jumbo 1 00:48:05 333 15 08-09-13
21,097 Meia Maratona São João das Lampas 37 01:41:40   11 07-09-13
8 G. P. Mente Traquina II 00:34:24   9 01-09-13
9,8 G. P. Almargem do Bispo II 00:41:29   13 21-07-13
42,195 Lisbon Trail Marathon I 05:15:43 80 2 06-07-13
15 Corrida das Fogueiras 34 01:11:23 745 59 29-06-13
7,2 G. P. Manique de Cima   00:30:23   11 16-06-13
10 BES RUN Challeng3 - Sintra I 00:43:31 352   08-06-13
7,5 Corrida do Ambiente   00:30:23   5 08-06-13
10 Corrida Oriente 10 00:45:13 228   02-06-13
8 Trail dos Dinossauros - Pego Longo III 00:36:36   10 26-05-13
10 BES RUN Challeng3 - Sintra I 00:50:54 97 8 18-05-13
18 Trilho das Lampas 1 01:46:36 92 15 04-05-13
100 200 Anos da Linhas de Torres I 13:38:46     27-04-13
20 Estafeta Estoril-Lisboa   01:32:01 11 6 21-04-13
7 G. P. JOMA XXXII 00:28:26   16 14-04-13
21,097 Challenge Algarve 2013 - 1/2 Maratona 4 01:40:00 86 4 31-03-13
5 Challenge Algarve 2013 - Praia 4 00:23:22 38 3 30-03-13
6 Challenge Algarve 2013 - Cross 4 00:25:23 39 2 29-03-13
42,195 Maratona de Roma   03:35:17 2068   17-03-13
15 Corrida das Lezirias   01:09:54     10-03-13
8 G. P. Rio de Mouro V 00:39:43   20 24-02-13
11 Sintra Run By Night I 01:16:01 49 2 23-02-13
20 20 Kms Cascais 30 01:32:15     10-02-13
23 Trail de Bucelas I 02:22:42     03-02-13
17 G. P. Fim da Europa XXIII 01:23:07 218 6 27-01-13
15 Cross da Laminha 10 01:51:04 182   13-01-13

 

- Os 100 kms das Linhas Torres prova de lindas paisagens e de grande simbolismo histórico, o tempo registado é oficioso, sempre que se chegava ao final da etapa parei o relógio, o tempo oficial dado pela organização de 15 horas foi cumprido.

- O Sintra Run By Night é uma prova que fica na memoria estar ao lado de Dean Karnazes é um momento alto.

- Maratona de Roma uma corrida a não esquecer.

- 1/2 Maratona de Guimarães pela dureza da prova é para lembrar.

- Trail de Bucelas e o Cross da Laminha são prova para repetir.

- Maratona do Piodão prova a voltar por duas razões a beleza do local e a dureza daquelas subidas e descidas, não esperava uma prova assim.

 

    

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 23:24

08
Jan 14

 Já se encontram abertas as inscrições na Xistarca para a edicão de 2014.

   

Finalmente noticias do Grande Prémio de Atlestimo Algueirão-Mem-Martins, realiza-se a 9 de Fevereiro de 2014. Inscrições na Xistarca € 8,00 até 31.01.14; € 10,00 de 01.02.14 a 09.02.14.
 
 
publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 22:31

31
Jul 13

José Ferreira, Herculano Araújo, Luís Serrazina, Victor Mota, Jorge Serrazina um pouco mais atrás a Glória Serrazina, a Caminho de Santiago último dia e o resto da Maratona por concluir.

 

O pensamento do grupo C.O.E./GNR
Já alguém disse “... é perante o obstáculo que o Homem se descobre...”
Neste caso é perante uma prova como está que se descobre que o mais importante não é a competição em si, mas a lealdade e camaradagem e espírito de entreajuda dos participantes...
Bem haja amigos é o desejo destes amigos dos C.O.E./GNR.
Dorsal 5 Bének Morais, Dorsal 6 Eduardo Silva, Dorsal 7 Miguel Gomes e Dorsal 8 Manuel Amaral.
 
Victor Mota traduziu o seu pensamento deste modo.
Sinceramente, não sei muito bem o que dizer de uma maneira muito racional.
Por isso vou apenas recorrer aos sentimentos e dizer que muitos destes companheiros da estrada eram nomes que por vezes associava a caras. A partir de hoje fiquei a conhece-los melhor e a admirá-los ainda mais em especial este espírito de total companheirismo e partilha. Deixem-me só dizer estou a Adorar, não sei é se alguma vez voltarei a correr uma prova deste calibre, mas uma coisa é certa, sonho um dia ajudar a organizar e tentar diminuir os sacrifícios que este caminho exige!
Dorsal 45 
fb_z3i6yMHnOojQinZIENTK
publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 16:29
tags:

30
Jul 13

Parece que em 2014 vai haver nova edição Caminhos de Santiago Trail Aventura, vou adoçar a boca a quem não participou, assim transcrevo o estado de espirito dos participantes acabadinhos de concluir uma etapa.

Aqueles três dias que partilhamos entre todos as nossas experiências que iam do sacrifício até aos momentos mais hilariantes de tantos kms percorridos diariamente, ficou entre nós grandes amizades que ainda hoje nos liga.

Foi buscar o Diário de Bordo, e então lá vai.

Manda a tua experiência para que se possa partilhar.

 

O vencedor dos Caminhos escrevia assim:

Á espera de ser massajado pelo Valdemar pedem-me para dar a impressão sobre o dia massacrante de hoje. Posso dividir em 2. A etapa da manhã foi excelente com muita água e senti-me em casa, a etapa da tarde (2ª) foi uma seca do pior, mas pronto fez-se. 2ª Dia manhã começa muito bem agora é só esperar pelo resto mas o convívio está excelente a organização está do melhor. Por isso cada vez gosto mais disto. A todos, e em especial à Real Academia um grande abraço e muitas corridas.

VIVA A LIBERDADE.

Luís Serrazina - Dorsal 46

 

O José Carlos Fernandes

«Quanto mais velhos mais malucos estão»

Foi esta a verdade bem resumida da mulher dos ultramaratonistas.

Seja qual for a idade destes “malucos” uma coisa é verdade: todos são doidos por uma corridinha, por um caminho de lama, por uma rampa com calhaus, por uma estrada de alcatrão quente, por um treino com chuva fria...

... Mas também outra coisa e bem verdade e por si só resumo o espírito destes “malucos”: o companheirismo, o espírito de camaradagem, o gosto pela descoberta dos seus limites.

Agradeço a todos do coração deixarem-me fazer parte da “vossa família”.

Obrigado meus amigos.

Dorsal 35

 

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 17:10
tags:

18
Jul 13

Quando do lançamento da Lisbon Eco Marathon a organização proponha aos atletas o desafio de correr na Serra do Monsanto, estava muito longe daquele sábado 6 de Julho.

Quando do briefing o Luís Milagres alertava os atletas para que tinham de enfrentar durante os 42,195 kms, a temperatura de 42º grau à partida, e que se iria manter até final, no Parquês de Pombal registava 38º grau no final.

Para a Maratona tinha a companhia do Vilela e do Jorge Baltazar que se ia estrear na distância.

Em conversa entre os três ficou acordado que eu marcava o ritmo, e assim aconteceu até bem perto dos 30 kms, aos 10 kms passamos com 58 m, á ½ Maratona marcava o relógio 2h 05m, tudo estava a correr conforme tinha previsto.

Este andamento dava alguma folga para a habitual quebra dos 35 kms, o que dava para pensar fechar a Maratona num tempo bastante agradável, mas, tal não aconteceu.

Algo de estranho aconteceu ao Jorge que na passagem do km 25 começou a quebrar primeiro fisicamente para pouco tempo depois o psicológico quebrar, que levou a uma recusa total em correr, perante tal estado físico ficou leva-o a desistir pouco depois dos 30 kms.

 Depois de deixar o colega eu e o Vilela tivemos grandes dificuldades em voltar á corrida, com maior ou menor dificuldade e, com apelo constante à experiência acumulada, conseguimos levar o ténis até à Meta, mas, não deixou de ser um enorme sacrifício, encontrar tudo aquilo que se tinha esvanecido.

A organização tinha ao dispor dos atletas 3 pontos de abastecimento que eram uns verdadeiros Oásis, cheguei a temer que os atletas mais lentos tivessem problemas com a falta de água, isto porque cada um de nós dispunha a seu belo prazer a utilização daquele belo líquido, mas felizmente tudo correu da melhor maneira.

Não posso deixar de assinalar as vista panorâmicas que a Serra do Monsanto nos dava a ver de Lisboa, como para a margem Sul, onde Almada, Porto Brandão e Costa da Caparica pareciam que se banhavam no Tejo. Só posso aconselhar a vossa participação na próxima edição se houver.  

Foi com enorme agrado que ao verificar a minha classificação no site da organização tinha cortado a meta em 80º geral e 2º no escalão, uma total surpresa.

No final a organização tinha ao dispor dos atletas umas cervejas, cola-colas, sandes de porco assado, uma banda tocava, com este ambiente havia uma troca de impressões entre todos referentes aos kms que tinham chegado ao fim.

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 22:28

05
Jul 13

Os kms da resistência

40 KMS        
CLF TEMPO MEDIA/KMS ATLETA CLUBE
1 02:49:00 00:04:14 Adelino Silva Individual
2 03:11:40 00:04:48 Eduardo Medeiros Individual
3 03:18:13 00:04:57 Paulo Abreu Os Abreus
4 03:27:17 00:05:11 Marco Pereira Individual
5 03:36:07 00:05:24 António Oliveira Individual
6 03:37:59 00:05:57 António Filipe Indivudual
7 03:57:37 00:05:56 Jorge Pereira BES Barreiro
8 03:57:46 00:05:57 Simão Freches Individual
9 04:02:05 00:06:03 Agostinho Abrantes G C Paula Briones
10 04:08:06 00:06:12 António Gomes Silva Liberdade A C
11 05:35:24 00:08:23 João Gouveia Individual
50 KMS        
1 03:31:50 00:04:14 Adelino Silva Individual
2 04:00:40 00:04:49 Eduardo Medeiros Individual
3 04:15:58 00:05:07 Paulo Abreu Os Abreus
4 04:36:03 00:05:31 António Oliveira Individual
5 04:40:25 00:05:37 António Filipe Individual
6 04:57:08 00:05:57 Jorge Pereira BES Barreiro
7 05:12:36 00:06:15 Simão Freches Individual
8 05:15:13 00:06:18 António Gomes Silva Liberdade A C
9 07:19:35 00:08:48 João Gomes Individual
60 KMS        
1 04:25:25 00:04:25 Adelino Gomes Individual
2 05:02:22 00:05:02 Eduardo Medeiros Individual
3 05:20:03 00:05:20 Paulo Abreu Os Abreus
4 05:24:44 00:05:25 António Oliveira Individual
5 05:49:25 00:05:49 António Filipe Individual
6 05:59:13 00:05:59 Jorge Pereira BES Barreiro
7 06:30:36 00:06:31 António Gomes Silva Liberdade A C
8 09:12:23 00:09:12 João Gouveia Individual
70 KMS        
1 06:13:24 00:05:20 Adelino Silva Individual
2 06:32:44 00:05:37 Paulo Abreu Os Abreus
3 06:38:58 00:05:42 António Oliveira Individual
4 10:57:45 00:09:24 João Gouveia Individual
80 KMS        
1 12:49:02 00:09:37 João Gouveia Individual
publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 18:18
tags:

04
Jul 13

Novas fotos

 Alzira Lários

Mahdi Yakoubi

Miguel Basurgo, Márcio Oliveira e Mahdi Yakoubi

Milred Hernandes

 

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 22:59
tags:

02
Jul 13

Vou hoje partilhar os tempos de passagem dos atletas que não concluíram a prova.

Efetuei uma classificação geral com o tempo de passagem e a média realizada p/km até aos 30 kms. Assim podemos concluir que os atletas estavam a correr a um ritmo superior, na minha opinião para as capacidades físicas.

Temos de pensar em termos de treino que se fazia em 2003 para uma prova com estas características. Ainda hoje em Portugal não existe uma tradição em provas de 100 kms.

Notas especiais

O Adelino Silva que melhorava o seu tempo aos 30 kms.

O Jorge Pereira era o atleta que mantinha ao segundo a sua corrida.

O João Gouveia era o atleta que apresentava maiores dificuldades.

Os restantes encontravam-se dentro de uma normalidade constante.

Companheiro se te encontras neste leque partilha a tua experiência

10 kms        
CLF TEMPO MED/KM ATLETA CLUBE
1 00:45:03 00:04:30 Adelino Silva  Individual
2 00:46:40 00:04:40 Eduardo Medeiros Individual
3 00:46:40 00:04:40 Paulo Abreu Os Abreus
4 00:48:44 00:04:52 Marco Pereira Individual
5 00:54:05 00:05:25 António Filipe Individual
6 00:54:05 00:05:25 António Oliveira Individual
7 00:59:33 00:05:57 Simão Freches Individual
8 00:59:33 00:05:57 Jorge Pereira BES Barreiro
9 00:59:46 00:05:59 Agostinho Abrantes G C Paula Briones
10 01:01:05 00:06:07 António Gomes Silva Liberdade A C
11 01:06:49 00:06:41 João Gouveia Individual
20 KM        
1 01:27:36 00:04:22 Adelino Silva Individual
2 01:34:05 00:04:42 Marco Pereira Individual
3 01:35:34 00:04:47 Eduardo Medeiros Individual
4 01:35:35 00:04:47 Paulo Abreu Os Abreus
5 01:48:48 00:05:26 António Filipe Individual
6 01:48:48 00:05:26 António Oliveira Individual
7 01:59:06 00:05:57 Jorge Pereira BES Barreiro
8 01:59:10 00:05:10 Simão Freches Individual
9 01:59:17 00:05:58 Agostinho Abrantes G C Paula Briones
10 02:02:38 00:06:08 António Gomes Silva Liberdade A C
11 02:19:54 00:07:00 João Gouveia Individual
30 km        
1 02:10:17 00:04:21 Adelino Silva Individual
2 02:23:28 00:04:47 Marco Pereira Individual
3 02:24:18 00:04:49 Eduardo Medeiros Individual
4 02:24:19 00:04:49 Paulo Abreu Os Abreus
5 02:43:24 00:05:27 António Filipe Individual
6 02:43:24 00:05:27 António Oliveira Individual
7 02:58:19 00:05:57 Jorge Pereira BES Barreiro
8 02:58:19 00:05:57 Simão Freches Individual
9 02:59:12 00:05:58 Agostinho Abrantes G C Paula Briones
10 03:05:04 00:06:10 António Gomes Silva Liberdade A C
11 03:47:03 00:07:34 João Gouveia

Individual

 Analice

 

  António Gomes da Silva

  António Guerreiro e António Gomes da Silva

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 23:39
tags:

01
Jul 13

Fotos que ilustram a Prova

 Adilson o vencedor da prova e Soto Rojas organizador dos 100 kms de Santander

 Alzira, Washinton Sabino e Henri Girault

 Jorge Pereira, Madi e Henri Girault

 Carlos Santos e Simão Freches

 

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 22:16
tags:

30
Jun 13

Hoje os melhores Atletas Portugueses.

Classif Geral Atleta Clube 10kms 50kms 100km
8 Rogério Vieira CA Barreira 00:46:42 04:01:04 08:25:10
9 José Marques CA Barreira 00:46:41 04:00:58 08:44:14
10 José Machado Ciclones AC 00:45:02 03:45:55 08:44:47
12 Fernando Santos Individual 00:54:05 04:28:21 09:23:03
13 Luís Loureiro CA Arcos Valdevez 00:45:02 03:55:28 09:30:19
14 Manuel Leitão Ciclones AC 00:46:12 03:48:51 09:47:31
15 José Martins CA Barreira 00:55:44 04:43:37 10:25:01
17 João Silva SC Maria da Fonte  00:59:36 04:58:03 10:39:38
18 Joaquim Sampaio Ancorense 00:55:44 04:43:35 10:49:10
19 Carlos Santos Liberdade AC 00:59:32 04:58:16 10:53:42
         

 

 Analice, Adilson e Carlos Santos

  Atletas antes da Partida

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 18:39
tags:

28
Jun 13

Passa hoje dez anos que se realizou a Prova. Os Parabéns ao Casal Lários.

Deixo hoje a classificação geral dos 3 primeiros

Classif Atleta País 10km 50km 100km
1 Adilson Pereira Brasil 00:40:22 03:23:51 07:02:38
2 Márcio Oliveira Brasil 00:40:19 03:23:51 07:21:29
3 Jacinto Fernandes Espanha 00:45:02 03:37:07 07:36:54
           
1 Laudelina Jara Espanha 00:47:34 04:07:58 08:50:21
2 Alzira Lários Portugal 00:48:22 04:15:54 09:23:31
3 Cristina Santos Brasil 00:54:00 04:56:20 10:57:43

 Adilson Pereira

 Laudelina Pereira

 Troféu

 

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 23:14
tags:

27
Jun 13

Durante os próximos dias vou partilhar alguns dados gentilmente cedidos pelo Rafael Lopes na altura dirigente do Liberdade Atlético Clube, sobre os 100 kms de Portugal, 1º prova realizada em Portugal naquela distância e que amanhã dia 28 de Junho faz 10 anos.

Começo com alguns dados históricos da localidade de Alvarães.

Alvarães é uma freguesia do concelho do distrito e da diocese de Viana do Castelo, a sua área total é de 10,52 km, no dia 29 de Setembro tem a sua festa em honra de Arcanjo S. Miguel. É de realçar que a indústria foi e é um sector importante na sua economia.

A prova foi realizada pelo casal Alzira e Alberto Lários.  

Estiveram presentes atletas de renome na distância como Adilson Dama Pereira e Márcio Oliveira ambos do Brasil, de Espanha Ramon Alvarez Saíz e Laudelina Franco, do Brasil vieram Cristina Raquel dos Santos além da Alzira no sector frminino.

Participou também com 65 anos na altura o Henri Giraut de França que já contabilizava em 2003 480 provas de 100 kms.

No final a Alzira com a madrinha Prova Rosa Mota

(Amanhã as classificações)

 

(

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 21:26
tags:

19
Jun 13

A primeira COMRADES MARATHON ocorreu em 24 de Maio de 1921, Empire Day a partir do lado de fora da Câmara Municipal em Pietermaritzburb com 34 atletas.

Em 1989 António Castro aqui na foto foi um dos primeiros atletas portugueses a participar nesta prova.

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 22:05
tags:

13
Jun 13

Hugo Novais acedeu ao nosso convite e partilha connosco as sua emoções.

 
I. O QUE TE LEVOU ATÉ AO ATLETISMO?
Quis perder peso para manter uma relação ideal com outro desporto que gosto muito, o Surf.

II. QUAIS OS TEUS ANTECEDENTES DESPORTIVOS?
Pratiquei artes marciais. Atualmente pratico surf, atletismo e natação.

III. QUE OPINIÃO TENS DAS ORGANIZAÇÕES?

Tenho algum cuidado a escolher as provas onde me inscrevo, e normalmente só opto pelas que são reconhecidas como as melhores entre os chamados atletas de pelotão (onde orgulhosamente me incluo).
Destaco a Meia Maratona de São João das Lampas, o Grande Prémio de Mem Martins, a (antiga) Maratona de Lisboa, o Grande Trail da Serra de Arga, o Ultra Trail de Sesimbra, e o Ultra Trail de São Mamede.

IV. QUAL A TUA PROVA E DISTANCIA DE ELEIÇÃO E PORQUÊ?
Talvez o Grande Trail da Serra de Arga, por ser uma distância que normalmente treino (45kms), ser numa das zonas mais bonitas de Portugal (Minho), e porque sair de "casa" (Sintra)  para fazer provas com distâncias abaixo disto, para mim, é um desperdício de dinheiro... ;)
Também gostei muito do Ultra Trail de São Mamede que fiz pela primeira vez este ano.

V. QUANDO SENTES QUE TE ENCONTRAS PERDIDO, O QUE FAZES?
Quando perco o "fio à meada" das marcações nas provas de trilho, volto para trás à marcação anterior e tento encontrar a marcação seguinte, além disto observo o terreno e vejo onde está "mais pisado" e sigo por aí. Até hoje ainda não correu mal.

VI. QUANDO ESTÁS SOZINHO E COM ALGUMAS HORAS DE PROVA EM QUE PENSAS?
Com "algumas horas" de prova combater o desânimo é a maior provação. Acima de tento manter uma linha de pensamento positivo para me conseguir motivar a chegar ao fim. :)

VII. QUAL A DISTÂNCIA MAIOR QUE PERCORRESTE?
Talvez o OhMeuDeus 102kms em 2011. Também fiz o Ultra Trail da Serra da Freita 70kms em 2011, e recentemente os 100kms no Ultra Trail de São Mamede (18/05/2013).


VIII. O QUE É PARA TI UMA ULTRAMARATONA?
Uma aventura, um desafio, uma paixão, uma introspecção.

IX. NUMA ULTRAMARATONA QUE TIPO DE ALIMENTAÇÃO UTILIZAS?
Barras energéticas naturais e sandes, tudo feito em casa por mim.

X. O QUE TE LEVA A FAZER UMA ULTRAMARATONA?
Acreditar que consigo "chegar lá".

XI. QUANTO TEMPO É NECESSÁRIO PARA SE PREPARAR UMA ESSA PROVA E QUE TIPO DE TREINOS FAZES?
O tempo de treino depende da preparação de cada um. Eu sou um bocado "baldas" nos treinos, mas faço um plano progressivo e vou aumentado carga até 15 dias antes da prova, principalmente nos treinos longos (5 a 6 horas).

XII. QUANDO AS FORÇAS COMEÇAM A FALTAR (FISICA E MENTAL) ONDE VAIS BUSCAR AQUELE FOLÊGO QUE TANTO É NECESSÁRIO PARA CHEGAR AO FIM?
Começo a pensar no que vou almoçar quando chegar!

XIII. QUANDO ESTÁS EM PROVA SENTES QUE TE ENCONTRAS PROTEGIDO PELA ORGANIZAÇÃO SE TE OCORRER ALGUM ACIDENTE DESPORTIVO?
Sim, mas tal como disse, escolho as provas com algum critério.

XIV. TENS ALGUNS MOMENTOS DE DESANIMO OU GLORIA QUE POSSAS PARTILHAR?
Desânimo: Custou-me imenso ter que desistir aos 28kms numa ultra de 104kms por lesão.
Glória: Sempre que sinto que quebrei uma "marca" minha, seja em prova ou treinos, para mim é um momento de grande felicidade.

XV. DEIXA ALGUMAS NOTAS (PESSOAIS E DESPORTIVAS) SOBRE TI PARA UMA BREVE FICHA TÉCNICA.
Trabalho na área das Tecnologias de Informação e sou residente no Concelho de Sintra.
Um dia mudei-me para um apartamento num prédio sem elevador, e este foi o primeiro passo para que o atletismo passasse a fazer parte integrante da minha vida.
Faço parte da Equipa RunSintra.com, que acima de tudo é um grupo de amigos que descobriu na corrida mais um motivo para um convívio salutar e divertido.
Sou adepto da abordagem minimalista no calçado de corrida, e tento sempre usar calçado com pouco desnível e pouca distância ao solo.

 

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 15:34

No seu livro "Correndo na Madrugada" António Belo descreve o inicio das Provas de Montanha que transcrevo resumidamente.

No ano de 1995, surgia um novo tipo de provas, com outros aliciantes, em primeiro lugar porque privilegiavam os caminhos de montanha em terra batida e as obrigatórias subidas e descidas, em segundo, porque se tratava de uma espécie de campeonato, com pontuações pelas classificações em cada prova.

Os prémios atribuídos, também rompiam com o que era tradicional, ou seja, as habituais medalhas etaças, davam lugar a lembranças de artesanato, feitas com os materias existentes nos locais onde as provas se disputavam, madeira, pedra, olarias, etc..

O «Desafio 95», nome sugestivo para tal campeonato, ainda introduzia outra inovações, uma prova disputada em «contra-relógio» individual, na Serra de Sintra, terminando junto ao Palácio da Pena, depois de ter percorrido as muralhs do Castelo dos Mouros, e outra disputada em dua etapas, nas manhãs de sábado e domingo, no mês de Agosto, terminado no ponto mais alto sa Serra da Estrela.

  

  

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 14:39
tags:

04
Jun 13

12ª Edição da Corrida do Oriente como habitual apresentou aos atletas um percurso bastante agradável tendo ao seu início e final como pano de fundo o Rio Tejo, que tantas histórias ainda têm para contar.

São 10 Km muito rápidos em que o primeiro classificado gastou 31m e 49s foi ele Hermano Ferreira do G.D. Conformlimpa, eu gastei 45m 13s que me colocou na 228 posição da classificação geral.

Mais ou menos a meio passava-se em frente do Centro Comercial Vasco da Gama ao lado direito a Estação da Gare do Oriente, seguimos em frente até Cabo Ruivo contornando a rotunda sempre á esquerda para se voltar a passar Centro Comercial e Gare do Oriente, para finalmente se entrar na recta da meta em terra batida onde o Sol já fazia alguns estragos nos atletas.

Aos sons dos Toca a Rufar os atletas iam cortando a meta, um pouco mais á frente como é tradição recebia-se a caneca alusiva á corrida.

Mas nem sempre este local teve um aspecto agradável, foi a partir da Expo98 que se deu quase um milagre na transformação paisagística.

Antes era um depósito de carros militares sem qualquer utilidade, no local onde agora está o Oceanário encontrava-se o hidroavião que fez a ligação Lisboa-Rio de Janeiro  por Gago Coutinho e Sacadura Cabral, locais que o meu avô me levava a passear algumas vezes, com passagem obrigatória pelo Aeroporto.

Agora temos uma responsabilidade para com a Corrida do Oriente tenha mais edições cabemos preservar aquele local.

 

 

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 23:09

31
Mai 13

Vamos dar voz ao João Lima, que gentilmente nos enviou o seu questionário sem tabus, para ele o meu Bem-Haja por ser novamente o primeiro a responder a um projecto que estou a dar vida.

 

I. O QUE TE LEVOU ATÉ AO ATLETISMO?

Tinha 45 anos e foi a necessidade de fazer alguma coisa para evitar alguns sérios avisos de saúde que estava a receber. Como o Atletismo sempre me seduziu, experimentei dar umas corridinhas. A primeira vez que corri 1.800 metros, fiquei de tal forma que o coração parecia que ia saltar boca fora!

II. QUAIS OS TEUS ANTECEDENTES DESPORTIVOS?

Apenas Hóquei em Patins, como iniciado, entre 1972/1973 no Sporting de Tomar

III. QUE OPINIÃO TENS DAS ORGANIZAÇÕES?

Salvo raras excepções, a grande maioria das corridas que participo, e são mais de 40 por ano, são duma excelente qualidade, muitas vezes com parcas condições mas uma enorme vontade de fazer o melhor possível. Muitas situações polémicas que tenho presenciado, são da responsabilidade do chico-espertismo do atleta, acabando as organizações por levar por tabela.  

IV. QUAL A TUA PROVA E DISTANCIA DE ELEIÇÃO E PORQUÊ?

Toda e qualquer distância tem o seu desafio e fascínio. Se, competitivamente, corro melhor em 10 kms, as Meias-Maratonas são uma grande paixão. E, desde que cumpri a minha, a Maratona um sonho que se realiza.

Quanto a provas, e sendo injusto não falar aqui em tantas tão especiais, o Grande Prémio de Constância é a prova onde sinto sempre uma certa magia no percurso. 

V. O QUE TE IMPEDE DE FAZERES UMA MARATONA?

Nada. Já cumpri esse meu sonho, que parecia "impossível", em Lisboa, Dezembro passado.

VI. QUANDO ESTÁS SOZINHO EM PROVA EM QUE PENSAS?

Nem sei dizer. Acho que a maior parte do tempo vou a desfrutar. Com uma vida tão exigente, o luxo de ter tempo para não pensar é impagável. 

VII. QUAL A DISTANCIA MAIOR QUE PERCORRESTE?

42.195 metros, Maratona de Lisboa, 9 de Dezembro de 2012.

VIII. O QUE FOI PARA TI CORRER ESSA DISTANCIA?

Foi o concretizar dum sonho que me parecia impossível. Ainda hoje chego a duvidar se consegui mesmo! 

IX. O QUE TE LEVOU A FAZER ESSA DISTANCIA?

5 anos a sonhar com a distância. Um apelo irresistível ao tremendo desafio colocado a um atleta com poucas capacidades mas muita paixão. Paixão que se transforma numa força inabalável e leva-me a concretizar estes momentos que ficam bem colados dentro de mim.   

X. QUANTO TEMPO É NECESSÁRIO PARA SE PREPARAR UMA ESSA PROVA E QUE TIPO DE TREINOS FAZES?

Tive uma preparação de 3 meses e, baseado em tudo o que fui ouvindo e lendo e, conhecendo as minhas limitações, elaborei um plano onde a intenção não era a velocidade mas sim a resistência, aumentando de forma gradual e constante até aos 30 kms.

XI. QUANDO AS FORÇAS COMEÇAM A FALTAR (FISICA E MENTAL) ONDE VAIS BUSCAR AQUELE FOLGO QUE TANTO É NECESSÁRIO PARA CHEGAR AO FIM?

Se a força física falta, a parte mental compensa, agora se se dá o inverso... é complicado! 

Na Maratona, bati em cheio no muro aos 30 kms mas a parte mental estava de tal forma comprometida com o sonho da meta que nada me pararia nesse dia. 

O querer muito um objectivo, dá uma força mental extraordinária e se em provas de velocidade pouco há a fazer, em esforços prolongados é uma mais valia fundamental.

XII. QUANDO ESTÁS EM PROVA SENTES QUE TE ENCONTRAS PROTEGIDO PELA ORGANIZAÇÃO SE TE OCORRER ALGUM ACIDENTE DESPORTIVO?

Sinceramente, quando estou em prova não penso nisso.

XIII. TENS ALGUNS MOMENTOS DE DESANIMO OU GLORIA QUE POSSAS PARTILHAR?

Glória, já aqui referi a Maratona. Encontrava-me já muito desgastado e ao passar a placa de 41 kms esse último que faltava assemelhava-se a uma montanha sem fim, mas quando entrei no estádio do Inatel, o cansaço desapareceu como por magia e senti-me muito leve a realizar aqueles 200 e poucos metros finais. Literalmente, ia sobre nuvens!

Desânimo, foram os 6 meses que estive fora das corridas por ter partido o pé esquerdo. Foi muito doloroso o não poder correr.

Não quero deixar de referir algo que as corridas me deram e isso é um tesouro fabuloso. Estou a referir-me a uma série de pessoas fantásticas que doutro modo teria sido difícil conhecer, e a toda a amizade e companheirismo.

XIV. DEIXA ALGUMAS NOTAS (PESSOAIS E DESPORTIVAS) SOBRE TI PARA UMA BREVE APRESENTAÇÃO.

Chamo-me João Lima, nasci em Tomar há 53 anos, estou casado com a Mafalda há 31 anos e tenho uma filha com 27 e um filho com 19. Sou informático de profissão e comecei a correr a meio de 2005 tendo-me estreado na Mini da Ponte em 2006, nunca mais parando desde então, com excepção dum interregno forçado de 6 meses por fractura dum pé. Já participei em 265 corridas sendo a coroa de glória uma Maratona. Administro uma página sobre Atletismo onde, entre vários assuntos, tenho um histórico de resultados das provas portuguesas, e também um blogue que em pouco mais de 3 anos já contabiliza cerca de 200 mil visitas.

 

 

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 23:21

28
Mai 13

Noticiava o Jornal de Sintra no nº 1529 de 7 de Julho de 1963 que a I Légua Popular de Sintra foi ganha pelo Sport União Sintrense teve a seguinte classificação:

1º José Carvalho - S.U. Sintrense

2º José Mutela - Ginásio de Agualva

3º António Veríssimo - Atlético de Queluz

4º António Capitulo - Atlético de Queluz

5º Vitor Moreira - Atlético de Queluz

6º António Augusto - S.U. Sintrense

7º Luís João - S.U. Sintrense

8º Joaquim Ramos - Ginásio Agualva

9º António Chamusca - Atlético de Queluz

10º Pedro Silva - Hockey Club de Sintra

 

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 22:44
tags:

24
Mai 13

Sábado dia 31-03-2012 realizava-se mais uma prova do Sintra a Correr desta vez na distância de 1.609,34 metros mais conhecida por Milha.

Como nunca tinha corrida tal distância e a mesma encontrava-se em falta no meu curriculum.

Lá foi São Marcos, cheguei cedo como á habitual até á partida foram chegando os atletas que participam no Sintra a Correr.

Juntei-me ao Ginjeira, Ferreira, Silvério, Carrudo e outros verdadeiros especialista naquela distância, a meio da conversa perguntei-lhes como se corria aquela prova, como eles sabiam que aquela não era a minha praia, respondeu-me o Silvério e Carrudo quase em simultâneo:

O lema é “PARTIR A SOFRER, CHEGARA A MORRER”.

Com mil raios, disse eu para o meu dorsal, não vai correr nada bem, e lá foi aquecer depois do aquecimento durou mais de 30m, isto para correr os 1.609,34 metros em 4m e 24s com grande sofrimento, mas inda consegui ficar em 15ª no escalão.

Finalmente foi dada a partida aqueles quatro amigos atletas do escalão de veteranos mais 65 anos, partiram com uma velocidade, que até pareciam um Ferrari a sair da grelha de partida para um grande prémio e eu de Fiat 600.

O circuito tinha inicialmente uma pequena recta, no final virava-se á esquerda que descia aproximadamente 50m (a velocidade deles ainda aumentou), nova recta que dava inicio a duas pequenas subidas ai foi-me aproximando um pouco deles, no fim da subida entramos na recta que dá acesso á meta e finalmente ultrapassei o Ginjeira e o Ferreira porque o Silvério e Carrudo ainda estavam com muito combustível.

Esta corrida foi talvez uma das mais difíceis que participei pela velocidade que é necessário no arranque depois mante-la e ainda ter forças para acabar no mesmo ritmo de saída.

Aos meus amigos veteranos que acima mencionei os meus parabéns.

Eu com Ginjeira

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 23:31

22
Mai 13

O Defensor de Sintra na sua edição de 7 de Junho de 1930 escrevia que se tinha realizado no passado domingo dia 1, uma prova pedestre na Vila de Sintra.

A partida para a prova organizada pela Sociedade União Sintrense efectuou-se pelas 10 horas com o intenerário - Vila (partida), Arrassario, Ribeira, Monte Santo, Estefânia e Vila (chegada).

O 1º classificado foi Luís Mendes, 2º classificado Talagão, 3º classificado João tendo gasto o 1º classificado 19 m.

Os 7 participantes foram conforme foto do jornal.

Da esquerda para direita, Silvino, João e Carlos do Sport União Sintrense, António do São Pedro Atlétic Club, Luís Mendes do Academico Foot-Ball Club, Tagalão e Augusto do Sintra Foot-Ball Club. 

(Fonte Biblioteca CMS)

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 22:30
tags:

19
Mai 13

As Portas do Inferno

Aqui começa o Reino do Diabo

Todos nós que já corremos UTSF sabemos bem como é necessário que os DEUSES DA MONTANHA ESTEJAM CONNOSCO" após se ter passado aquela porta para se chegar ao fim.

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 21:50
tags:

Após ler as linhas que o Fernando Andrade escreveu no seu blog “Cidadão de Corrida”, onde fez uma descrição dos 10kms que percorreu a nossa Serra de Sintra.

O meu percurso foi igual ao dele, para muitos daqueles atletas era a primeira vez que cruzavam as históricas estradas de Sintra, já agora deixo um novo desafio participem no próximo GP FIM DA EUROPA, depois partilhem as vossas emoções.

Uma palavra de muito apreço para o pelotão feminino que tinha ao comando a Dulce Félix, e que bem se portaram.

Também como o Fernando também reparei nos comentários que ia ouvindo pela estrada fora, e, o mais prenunciado eram “outra subida”, companheiros a Serra de Sintra não tem subidas, só apresenta enormes planos inquilinados.

Espero que tenham gostado da Serra de Sintra porque ele ontem estava vestida com a sua melhor roupagem, voltem sempre e até á próxima prova.

 

 

 

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 21:41

16
Mai 13
 
Companheiros,
 
O Blogue “TRIBO DOS ULTRAS” chegou ao seu fim depois de dois anos sem actividade.
 
Na Tribo dos Ultras partilhei as minhas experiências que fui recolhendo nas corridas em que participava.
 
Como optei em determinada altura por não dar preferência a uma só disciplina, tenho andado a correr nas mais variadas distâncias, com isso vou recolhendo novas experiências que não estava habituado.
 
Penso que chegou a altura de partilhar novamente essas experiências desta vez não em Tribo, mas em Tertúlia, e para não se perder o carisma do anterior blogue o novo espaço será a “TERTÚLIA DOS ULTRAS”.
 
Espero pelos vossos comentários às diversas matérias que lá vou colocando, a vossa colaboração podem partilhar connosco as vossas próprias experiências.
 
O Blogue vai apresentar três Tags, Diário de Bordo, No Trilho de…, Quiosque.
 
Diário de Bordo – reservado á partilha das experiências vivas não só por mim, mas também por quem quiser utilizar este espaço.
 
No Trilho de… - reservado a entrevistas que vou pedir.
 
Quiosque – reservado ao cometário de fotos, efeméridas, livros e revistas, tudo dedicado ao Atletismo.
 
 
 
Um abraço
 
Álvaro Pinto

 

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 23:33

Dezembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

29
30
31


subscrever feeds
arquivos
Contador de Visitas
Free Hit Counter
Free Hit Counter
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO