18
Abr 20

Vigésimo quinto dia, vigésima quinta epata Pádron a Compostela com 25kms

São 6 horas da manhã já toda a gente que pernoitou no Albergue encontra-se de pé para chegar o mais cedo possível a Compostela.

Saío pela Travésia Iria em direcção à ponte do rio Sar, cruzo N550 a seguir, tenho que passar pela passagem inferior a linha férrea percorro a aldeia e volta a passar pela linha férrea. Na aldeia de Romaris viro para a direita para a A Rúa, agora tenho que seguir pela N550 até Faramello sigo pela estrada empedrada que me conduz a outra estrada alcatroada, tenho que cruzar novamente a linha férrea, sigo pela Rua Rasoeira e pela via do Caminho Português, sigo durante 2,5km até ao viaduto da AC522 entro pouco depois na aldeia Agrela.

Atravesso a AG56 nesta via cruzo-me com muitos peregrinos e cada vez que ando são mais, dou atenção às conversas deles em muitas línguas (inglês, francês, alemão, italiano e outra que não consigo decifrar), mas todos temos uma só finalidade chegar a Santiago, na Ponte Vella de Arriba que cruza o rio Sar, tenho a subida para o Hospital isto já dentro da Cidade.

Ao cimo da avenida, volto à esquerda sigo sempre em frente e entro nas Calles que me levam à Praza do Obradoiro, quando entro na Praza para meu contentamento vejo a Adélia, que sem me dizer nada foi à minha espera.

Tinha-mos falado no dia anterior e disse-lhe mais ou menos a hora que pensava chegar.

Efeméride

Segundo a tradição católica o apóstolo Santiago Maior difundiu o cristianismo na Península Ibérica nos anos 36–37 ou 40. No ano 44 foi decapitado em Jerusalém por ordem de Herodes Agripa (neto de Herodes o Grande) e os seus restos mortais foram depois trasladados para a Galiza numa barca de pedra. Devido às perseguições dos romanos aos cristãos da Hispânia, o seu túmulo foi abandonado no século III. Ainda segundo a lenda, este túmulo foi descoberto na segunda década do século IX pelo eremita Pelágio (ou Paio) depois de avistar umas luzes estranhas no céu durante a noite. Tendo comunicado a descoberta ao bispo de Iria Flávia, Teodomiro, este reconheceu o feito como um milagre e informou da descoberta o rei Afonso II das Astúrias e da Galiza. O rei ordenou a construção de uma capela no local da sepultura, dedicada ao culto do apóstolo. Diz a lenda que o rei foi o primeiro peregrino do santuário. A capela foi substituída por uma primeira igreja em 829, a qual deu lugar em 899 a uma outra, em estilo pré-românico Esta última foi construída a partir de 872 por ordem de Afonso III e foi consagrada por dezassete bispos. O local tornou-se um destino de peregrinação cuja popularidade e importância foi aumentando gradualmente.

(Wikipédia)

IMG_20190912_112705

Catedral_de_Santiago_de_Compostela_agosto_2018_(cropped)

 

publicado por TERTÚLIA DOS ULTRAS às 22:14

Abril 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
2020

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

Contador de Visitas
Free Hit Counter
Free Hit Counter
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO